fbpx

Okeanos foi nomeado uma das ideias que mudam o mundo em 2022 da Fast Company!

+

Inovação e Pesquisa

Seguindo o exemplo de outra natureza

SOBRE NOSSA INOVAÇÃO

Okeanos é uma empresa de inovação sustentável focada no desenvolvimento de soluções baseadas em carbonato de cálcio que visam reduzir o plástico e reduzir drasticamente a pegada de carbono de itens descartáveis ​​hoje. Olhamos para o estudo da biomimética e observamos as maneiras pelas quais a natureza já resolveu muitos de nossos problemas, e então nos voltamos para a natureza para criar a solução definitiva para a poluição por plástico através da redução da fonte!

Nossa rede global de parceiros permite que essas soluções sejam facilmente e prontamente adotadas em todo o mundo por marcas, fabricantes e consumidores. A Okeanos prioriza inovação, logística e manufatura aditiva. Além disso, nossa equipe de inovação está conduzindo pesquisas contínuas e desenvolvendo soluções em quatro áreas principais (materiais, degradação, aplicações, meio ambiente) para orientar nossa inovação contínua.

NOSSAS TRÊS ÁREAS DE ESTUDO

DEGRADAÇÃO


Tudo é degradável com o tempo, mas Okeanos está interessado em estudar a quantidade real de tempo necessária para que um item se degrade totalmente. Especificamente, avaliamos continuamente a degradação de nossos produtos em relação aos produtos plásticos convencionais e seu efeito na qualidade da água.


LIXIVIAÇÃO


A pesquisa mostrou que alguns plásticos degradantes lixiviam substâncias químicas que são provavelmente tóxicas para os nossos cursos de água, ameaçando a saúde dos ambientes oceânicos e, em última análise, dos seres humanos. A Okeanos continuará a examinar quais tipos específicos de embalagens contêm plástico que vaza para os ambientes aquáticos e os impactos potenciais desses produtos químicos na vida marinha e nas plantas.


BIOLÓGICO
ACESSO


O estudo da absorção de microplásticos que podem ser tóxicos para a vida marinha é pertinente para a compreensão dos efeitos de longo prazo que podem ter no ecossistema do nosso oceano. Continuamos a olhar para o potencial de absorção por diferentes organismos.